Thursday, September 28, 2006

Vago...Vazio

Momentos sem sentido… angustia perdida… locais esquecidos…olhares feridos… tropeço pelo tempo, caio na espera, vivo de segundos, numa alma eterna… são lágrimas que marcam um corpo caído, são lábios de desejo que fecham o sentimento mordido… são passos ensurdecidos pelos gritos de um silêncio… são palavras escassas para tal tamanho de falácias…
Sou vago…incompleto… nada mais esta alma pode dar… … sou um vazio… sou uma palavra indefinida num vácuo de definição… sou a melodia que o saxofone teima em tocar… mas ninguém por ela se deixa encantar… sou aquilo que nada esperas… sou uma vivência em latência… sou… o que sou?... Nada sou…
Posso ser…não… nada sou…
Os meus olhos já não são o caminho para minha alma… fui abandonado… não passam agora de uns simples globos oculares… frios… sem vida…sem alma…sem nada que acalma… deixa que este corpo sem forças se finda…que o mar me acolha como se mais uma alga ele albergasse… que a maré me levasse e de mim tratasse…
Que a chama do sol sobre o meu corpo o queime… que as gotas da chuva sobre minha alma a afogue… que um suspiro o vento o leve… para que o grito de saxo o pegue…
E… no fim… já sem forças... este corpo no chão se ceder… lembra que são os teus olhos que não quer perder… e repara para o resto do brilho no olhar... esconde uma palavra que só tu podes escutar...

O cheiro da terra beija
A face que nela encosta
E a minha alma naquele momento deseja
Que tua alma ali esteja imposta...

7 Comments:

Anonymous Mel said...

Bom dia Alma Amiga ... Alma de Jazz
Hoje vou escrever para ti ...nas nuvens.
Bruno não estás vazio, vago ...
apenas magoado!
Mas amigo não deixes que crescam urtigas nas tuas mãos ...
http://blog.comunidades.net/almademel/index.php?op=arquivo&pagina=10&mmes=09&anon=2006
e faz dessa terra em que te deitas ...uma boca ...
http://blog.comunidades.net/almademel/index.php?op=arquivo&pagina=9&mmes=09&anon=2006
Existem tantas formas de elevar um sentimento no Ar ... que não e tão só o som belíssimo de um Saxofone.
Amigo, luta ... eleva no cimo de todos os montes o nome de quem te faz acordar!
Bruno, alma linda, um dia calmo e tranquilo
Bjs@ de Mel

11:37 PM  
Anonymous Mel said...

Olá amigo:
Promessa cumprida. Embrulhei as tuas nas minhas palavras.
Cá te deixo a chave ... para a minha casinha das Nuvens, último Post, claro.
Bruno ... dás-me cá um trabalho!
Estou a brincar amigo, gosto mt de escrever, apesar de ser apenas Meldemim, aprendiz de Feiticeira, a do retrato que te falei!
Bjs Bruno, força, força e mt, mt obrigada pelos poemas, alguns conhecia, outros não.
Espero que gostes do que escrevi ...
Na magiademel está uma história, passa por lá ... gostarei de saber se na prosa tb me gostas de ler ...
Qualquer dia, mando-te "Artigos técnicos - (sem autor, que omito)". ... Psicosociologia... gostas? Tb escrevo!
Mt obrigada de novo, és um estimulo a que escreva! Escreve tb!

4:43 AM  
Anonymous Mel said...

Olá amigo:
Breve ... breve: Em "resposta" ao poema de Luis de Camões, um link:
http://blog.comunidades.net/almademel/index.php?op=arquivo&pagina=7&mmes=08&anon=2006
Bjs grd de boa noite!
Mel

1:38 PM  
Anonymous Mel said...

Amigo:
Mt bonito tudo o que me ofereceste. Lindo, mesmo! Mimas-me demais, não estou habituada ...
Mas amigo, não leste www.blog.comunidades.net/asnuvensdemel

Era a continuação/arranjo em torno do teu poema ...
Que pena!
Bjs de boa noite...
Amanhã vou para o Mar até 2ª ... queres que lhe dê o teu abraço? Darei Bruno, pelos dois ...

4:23 PM  
Anonymous Mel said...

Meu amigo, vou agora de manhã para o Mar. Durmo pouco, acordo cedo ... leio, escrevo, aproveito para visitar os "amigos virtuais".
Chove, Bruno, aqui na zona da grande Lisboa! Uma chuva que espero seja como o Canto Quarto dos Lusíadas:

***
"Depois da procelosa tempestade
Nocturna sombra e silibante vento,
Traz a manhã serena, claridade
Esperança de porto e salvamento;
Aparta o Sol a negra escuridade,
Removendo o temor ao pensamento:
..." - Chove em mim, chovem os meus olhos de Mar ...

Deixo-te ainda uma outra estrofe dos Lusíadas (amigo, não quero que te falte leitura...)

Lusíadas, Canto III, 142:

"Mas quem pode livrar-se, proventura,
dos laços que o Amor arma brandamente
Entre as rosas e a neve humana pura,
O ouro e o alabastro transparente?
Quem de uma peregrina formusura
De um vulto de Medusa propriamente,
Que o coração converte e que tem preso,
Em pedra, não, mas em desejo aceso?"

Eterno, Camões, na Epopeia Lírica, e sempre ...

E, qurido amigo, porque me dá um prazer infinito partilhar contigo autores, pensamentos, emoções (que chatice, não tens mail...), agora um extracto de John Steinbeck in "O Inverno do nosso descontentamento". Conheces? Excelente autor!

"A chuva cessara; apenas os telhados pingavam, e a Lua, em quarto crescente, repetia a sua imagem em milhões de gotinhas.
- Bons sonhos, minha querida. Não deixes o céu cair sobre nós.

(...)

Se o dia nasceu com o barulho do trovão, eu não o ouvi. Ao abrir os olhos, vi uma mistura de ouro e verde. Também havia o escuro dos juncos, o pálido dos fetos, o vermelho-amarelado das dunas húmidas e, não longe, o Atlântico, brilhando como prata cinzelada."

Despeço-me com um "poemita" da Mel (desta mt, mt, louca Mel...),
http://blog.comunidades.net/almademel/index.php?op=arquivo&pagina=9&mmes=08&anon=2006
São tantos, amigo, tantas palavras soltas ... tantas ... Os Livros foram sempre os meus "eternos amantes"... a escrita, em tempos foi renegada, rasgada, triturada, mas, como o Sol depois de uma grande, grande tempestade, voltou para iluminar o meu caminho e, quem sabe, polvilhar o céu de estrelas, iluminando outros caminhos ... (ousadia minha, acreditar nisto, não é?)...
Certo, certo, é que as palavras são compulsivas, jorram da ponta dos meus dedos ... traçam rotas secretas, entre mundos ...

****

Um longo abraço de Mar e um beijo de /MaresiadeMel (...)- passa lá...
"Meu Jazz"... mt obrigado pela tua companhia; é-me infinitamente agradável!

Mel

12:53 AM  
Anonymous Anonymous said...

Passei aqui, estou "nesta plataforma" em espera para partir, comboio atrasou-se, os o motorista adormeceu ... e, como sou uma curiosa, vim ler ...
E, como sou também uma boa alma, e vi que a tal Mel anda só a deixar links, deixo também um
http://blog.comunidades.net/almademel/index.php?op=arquivo&pagina=15&mmes=08&anon=2006
Passei por lá um dia destes e achei interessante!
Cumprimentos "Meia Laranja"

3:25 AM  
Anonymous Sandra Daniela said...

Que o sol te ilumine, que a chuva te passe ao dele como a lavar-te a alma, que o mar te traga a vclama que mereces! e que a mágoa passe amigo... e que como eu, te possas sentir melhor nestas visitas aos teu cantinho, e ver tanto carinho! um beijo muito grande

3:08 PM  

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

<< Home