Tuesday, September 26, 2006

Gota de Prata...

Minha feiticeira… minha gota de prata…os teus olhos revelam a serenidade dos campos, o brilho do mar… a chuva que encanta… o vento que canta e alma que melodicamente numa valsa se deixa beijar…
Em cima de um monte um saxo se vai ouvir gritar…por ti feiticeira… por ti gota de prata… pelos ventos do mundo a todos os cantos e recantos… este som por ti será levado… a tua alma pela minha será beijada… e num insano silêncio os teus olhos verão aquilo que os meus te irão falar...

Serei sempre um longo beijo para ti, serei sempre um olhar bem perto do teu coração… serei o toque quente que numa noite fria te invade e aquece, serei aquele sonho que em ti desperta o prazer de não quereres acordar…e se acordares o desejo de o recordares… serei para ti aquele silêncio nos dias mais loucos…serei para o ti sorriso dos dias mais tristes… e no fim serei para ti o olhar… e não mais um olhar…mas sim aquele olhar em que tua alma num segundo, num milésimo de segundo se arrepiará e verá um beijo que eternamente te marcará…
Ouvirás o final do solo que aquele louco…insano… saxo… deixará de gritar… e olharás para minha face e verás a tua gota… minha gota de prata… aquela gota que tu me deixaste encontrar nos olhos da chuva que te fez criar…

Chuva, que bela semente deixaste
Que encanto por ela em mim criaste,
Chuva, lindos são os teus olhos,
Pela gota de prata que na Terra marcaste…

4 Comments:

Anonymous Mel said...

Bruno... então amas a Chuva? Mesmo?
Olha que constipa amigo ...
Bela dedicatória a essa Feiticeira ... que está prestes a ser constante em nossas Vidas.
O Inverno vem ai ... sobre isso escrevi um poema ... um dia dou-to, amigo amante de Chuva!:-)
Amigo, lindo esse teu sentimento pela Natureza, de tal modo que quando o comecei a ler (o texto claro), julguei tratar-se de uma declaração de Amor a alguém ... mas não é à Feiticeira Chuva!
Só aos poetas é permitido dizer que a Chuva tem olhos ...

"Chuva, lindos são os teus olhos,
Pela gota de prata que na Terra marcaste…" ...

És uma Alma linda e criativa e, como sabes, eu gosto de oferecer presentes ... (escrevo tanto, ninguém me lê, imagina tinha um caderninho amarelo, cheio de poesias ... um dia, em que dos meus olhos cairam minhões de gotas de chuva ... destrambelhada ... quase fui atropelada e a seguir ... perdi o caderninho ... Ficou num café onde fui beber uma água para me recompor de tanta mágoa. Perderam-se os poemas e, cheguei a acreditar que perdera o rumo da Vida ...
Mas, sabe-se lá como cheguei até aqui. Desde aí muita coisa escrevi... em mil blog por ai ... tecendo com palavras, neste meu secreto jeito, os poemas de alguns. Amanhã, prometo, continuo o teu poema ... hoje, a minha Alma cansada, precisa de uma almofada ... de penas de aves ... apenas.)
Hoje deixo-te com uma leitura, de um texto já antigo... espero que gostes!
http://blog.comunidades.net/almademel/index.php?op=arquivo&pagina=7&mmes=06&anon=2006

Um bj, Bruno, uma calma e serena noite.
Mel ... a saltitar de casinha em casinha ... na noite!

5:29 PM  
Anonymous Mel said...

Bruno, amante da Chuva e do Mar ...
Hoje, amigo trouxe na minha pele o cheiro a maresia, misturado com "Chevrefeuille" ...
O campo verde e o mar cinza ... e, lágrimas que correm a céu aberto ...
Hoje, coloquei aqui neste Gabinete voltado a Poente a música que me recomendaste e recordei um "poema" (ensaio de) antigo, meu, em que pedia a uma Fada, uma Magia ...
A Fada, Bruno, não gosta de mim ... fou uma menina feia ..., não me concedeu tal desejo ...
Aqui vai, amigo ...
Pede-lhe tu, talvez tenhas mais sorte ... pede-lhe por esse amor à Chuva. Lindo esse sentimento, Bruno!
Um bj de Mel
***
http://blog.comunidades.net/almademel/index.php?op=arquivo&pagina=5&mmes=07&anon=2006
e, ainda outro ... que fala de ausência ...
http://blog.comunidades.net/almademel/index.php?op=arquivo&mmes=07&anon=2006

Amigo, não quero que te falte leituras de Mel ... :-)

Perdoa, amigo, sou assim!
Já agora ... sou a que está no penúltimo post ... noutra vida, foi tirada "à mt... mt .... tempo, era eu uma criança, que brinca ao pião e ao baloiço ..."

Um dia sereno e calmo para ti, que o Mar te tenha trazido embalados em maresia a concretização de todos os teus melhores desejos!

5:15 AM  
Anonymous Mel said...

Desculpa, Bruno ... voltei ...
Ainda sobre a Letra da Música ... que fazer, amigo, se a nossa espera se alonga? Se o nosso coração não consegue esquecer, antes pelo contrário a ausência é apenas física, porque a presença da "Chuva" em nossas vidas é uma constante ...
E, amigo, penso que este tb é o teu caso. Enganada Bruno? Não tens que responder, amigo... Sou apenas "o teu eco" ...
A razão até nos diz: "D'ont wait to long" ... mas o coração, esse insiste e diz: "Wait, wait ..."
Dualidades, amigo ...
Bjs, grd de Mel.
Uma noite que se aproxima mt, mt, serena ...
São os desejos sinceros da "tua" Mel a saltitar de casinha em casinha!
Mt obrigado pela tua companhia.
É-me preciosa!

11:43 AM  
Anonymous Sandra Daniela said...

Bruno, desde já obrigada pela tua visita ao meu blog, e mais grata ainda pelo teu comentário...

Escreves tão bem...

Que a chuva de prata,chuva miudinha e doce caia sobre o mar, e lá te possas encontrar!

beijinho grande

5:12 PM  

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

<< Home